Certificação Digital irá permitir a emissão da CNH digital

25/09/2017

A partir de fevereiro do próximo ano a portabilidade da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) poderá se dar por meio eletrônico, ou seja, haverá a CNH-e, aprovada pelo Conselho Nacional de Trânsito. Assim, em vez de apresentar o documento impresso, o motorista mostrará, quando preciso, o formato digital no celular. O novo documento será assinado a partir de um certificado digital ICP-Brasil. “Todas as dúvidas sobre a CNH-e estão sendo esclarecidas pelo governo. Por isso é sempre bom proceder exatamente como orientam as autoridades e não se deixar levar por boatos, emails falsos em torno de facilidades para obter o novo documento etc.”, o alerta é do diretor executivo da Associação Nacional de Certificação Digital (ANCD), Antonio Cangiano.
“Infelizmente, fraudadores atuam na internet justamente sobre esses novos assuntos que estão em alta, como é o caso da CNH-e”, comenta. De acordo com Cangiano, a nova CNH terá a mesma validade do documento impresso, tanto porque será assinado por meio de um certificado digital. Acontece que já há emails falsos circulando dando informações erradas e informando sobre o cancelamento das CNHs em papel. “O governo já informou que todo documento permanece válido e quem quiser poderá emitir a CNH-e no site que será divulgado”.
Os motoristas que irão tirar a CNH-e precisarão se cadastrar no Portal de Serviço do Detran e assinar a solicitação com certificado digital ICP-Brasil ou por meio do e-mail, ou no balcão do órgão de trânsito. Ou seja, a certificação digital permitirá que o cadastro se dê pela internet, sem a necessidade da presença da pessoa no local. Após o cadastro, o interessado vai receber um link para realização do login no aparelho em que deseja ter sua CNH digital.
Depois, é só apresentar a CNH-e em dispositivos como smartphones ou tablets, ao agente de trânsito para que verifique e confirme a autenticidade do documento por meio de leitura do QR-Code constante do documento. “A certificação digital é a infraestrutura que permite benefícios como esse. Além das muitas aplicações, a cada dia há uma nova utilização para a certificação, tornando a vida das pessoas mais simples e com menor risco de fraude”.


Veja a notícia original Voltar